sexta-feira, 20 de abril de 2018

You Will Always be My Endless Love - E lá se Foi Minha Primeira Amadeus...


A vida é loka, né?

Numa hora você gosta de azul, em outra gosta de preto. Numa hora está enjoada de chocolate, em outra quer comer uma caixa de bombons inteira, sozinha.

Uma hora você ama aquele modelo ou personagem e pode ter 10 deles, em outra você vê que precisa de espaço e prefere dar mais atenção a menos coisas, dar mais atenção a qualidade e não a quantidade.

E isso tem acontecido comigo recentemente, o que é muito louco porque tem a ver com o modo como estou mudando no hobby, vendo o hobby.

Bom, não preciso dizer aqui o quanto a Amadeus é minha doll mais querida, mais importante e como ela me ajudou a evoluir como autora e continuar produzindo HQs, não é? 

A Amadeus saiu da sua forma de doll e virou uma personagem de quadrinhos (de dois títulos, aliás: Never Ending Road que você pode ler aqui e de Anima, quevocê pode comprar aqui), assim como já era personagem de uma história, um conto e que publiquei no ano passado (O Réquiem de uma Imortal, que você pode comprar para ler aqui). 

Muitos sabem que ela nasceu de um modelo masculino da Luts (produzido pela Cerberus Project), um Dreaming El, que modifiquei abrindo um teco os olhos para dar para ver melhor a cor (acho os olhos a parte mais importante do rosto de um doll e gosto de conseguir ver bem a cor da íris ^^). A ideia era que ela seria uma mulher no corpo de um menino, que tinha ganhado essa ‘casca’ de presente para fugir de uma prisão.


Primeiro Modelo da Amadeus, um Deld Dreaming El Mod, da Luts


Mas, com o tempo a Amadeus estava gritando para ser uma menina, eu queria enfeitá-la, queria que ela tivesse traços delicados como a personagem pedia, como o Amor, que é a sua primeira forma imortal, necessitava. 

Então mudei o modelo para uma Dreaming Lishe (com os olhos que igualmente modifiquei). Comprei o corpo da Lelie, uma colecionadora de São Paulo e a Head veio direto da Luts.
No dia em que a recebi, em 2008, fiquei encantada! Estava muito feliz por finalmente ter a Amadeus no corpo que ela devia estar!


O dia em que recebi a Segunda Versão da Amadeus, ainda antes de modificar os
olhos, uma Delf Dreaming Lishe da Luts


E com isso, veio a necessidade de mudar a história dela, Amadeus teria completamente apagada a passagem em que precisou de um corpo masculino para fugir, a partir de então ela era e sempre fora uma mulher. 


Amadeus Primeira Versão já modificada ^^-

Como personagem de grande importância para mim, fui ficando curiosa em ver a Amadeus em outros formatos, como outros modelos de bonecas. Então surgiu sua versão Minifée, depois Pullip, Pure Neemo, Dollfie Dream e por fim Monster High.


Amadeus Feeple Minifée da Fairyland
Amadeus Pullip full custom por mim
Amadeus Pure Neemo, custom por mim e por Anna G.
Amadeus Dollfie Dream, custom por mim e por Anna G.
Amadeus MH, custom por mim


Ao mesmo tempo em que fui atualizando seu modelo de resina para uma FeepleMoe60 cm da Fairyland e uma Head de Sleeping Lishe, de olhos modificados por mim e pela Anna G.

Aí surgiu a Amadeus 2.0, mas a primeira Amadeus, a da Luts, ainda estava firme e forte aqui comigo. 

Amadeus 2.0, Fairyland FeepleMoe60 Sleeping Lishe
Mod por mim e por Anna G.


Porém, ainda não estava satisfeita porque eu sempre quis uma Amadeus com uma bela comissão de frente, queria uma Amadeus mais peitudinha. -0-

Assim surgiu a Amadeus 3.0, uma FeepleMoe60 cm da Fairyland e uma Head de Sleeping Lishe, de olhos igualmente modificados por mim e pela Anna G. A diferença da 3.0 para a 2.0 é que a segunda passou por uma troca de busto (o corpo da Fairyland pode ter os bustos trocados e como eles lançaram uma FeepleMoe60 com busto grande, era só pegar essa opção). Então, com o busto devidamente trocado para um busto large, a Amadeus 3.0 é uma Dinha com uma bela comissão de frente, o que eu sempre quis finalmente alcançado!

Amadeus 3.0, Fairyland FeepleMoe60 Sleeping Lishe
 Large Bust, mod por mim e por Anna G.


E quando me dei conta tinha 3 versões de resina da Amadinha: uma de 2008, outra de 2015 e outra de 2017. 

Estava feliz com todas essas versões da Amadeus me encarando sempre que abria a porta do armário, era legal ver todas juntas e saber tudo o que representavam para mim. 

Mas então, resolvi tirar uma foto de duas Amadeus de resina juntas, a 2.0 e a 3.0. Elas posam muito bem por terem juntas duplas, coisa que infelizmente a primeira Amadeus não faz tão bem, mesmo tendo um corpo lindo e de cor maravilhosa apesar dos anos!

Logo, por isso e pela falta de espaço na minha caixa de luz para fotografar as 3 juntas, optei por fotografar apenas duas delas, deixando a Amadeus da Luts quietinha.

Porém, comecei a notar que estava brincando mais com as duas Amadeus mais recentes justamente pelos pontos apontados acima e pela primeira Amadeus ter se tornando mais um símbolo na minha coleção do que uma doll que eu fosse brincar mais vezes. 

Eu AMO essa primeira Amadeus, eu amo tudo o que ela me trouxe, tudo o que me fez aprender e engolir como autora. Todas as máscaras que ela me ajudou a tirar de pessoas em volta de mim no hobby, tudo o que me trouxe para poder voltar a produzir HQ, para escrever em linguagem literária a ponto de ter coragem de publicar meu primeiro conto! 
Mas como doll, como um BJD, eu não estava mais brincando com ela, Amadeus se tornou maior do que isso, é uma ideia, uma fonte de inspiração. 


Muito, muito mais que um doll, ela é uma
ideia, uma inspiração...


E dolls, como vocês sabem, ocupam espaço, muito espaço. E precisam de itens e manutenção constante, o que acarreta em gastos. Mais roupas, mais sapatos, mais wigs, etc.

Estou numa fase em que prezo mais a qualidade que a quantidade, me pego olhando para a minha coleção de BJDs e não desejo mais nenhum doll no momento, sinto que todos os modelos que eu desejava estão comigo, no caso da Amadeus isso aconteceu 3 vezes!

Pensei no quão triste é ter um doll que não sai do armário, que não brinco, que não troco a roupa. Não sou do tipo de colecionadora que fica feliz de ter o doll guardado e saber que ele está lá e pronto, eu só me envolvo com o doll se ele tiver personagem fixo, desenvolvimento, um background, se me der desejo de fotografar, de compartilhar.


E por mais que eu amasse a primeira versão da Amadeus, ela se tornou mais do que um boneco e isso me bastava a respeito dela. 

Foi aí que eu me permiti pensar que talvez fosse a hora de deixa-la ir, ir para os braços de alguém que desse a ela a atenção, as brincadeiras, as fotografias que talvez eu não daria mais.

Hora de abrir mais espaço no meu armário, hora de pensar que não preciso de um monte de versões da Amadeus para quantificar o quanto ela me é importante. Hora de deixar de acumular resina, versões, e voltar a colecionar BJDs, desenvolver meus personagens.

Depois de refletir sobre isso por algumas semanas tive finalmente a coragem de fazer um post de Feeler (ou intenção de venda) para esse modelo da Amadeus, uma Lishe Dreaming Modificada da Luts, e postá-lo no meu instagram e no Make Me Real Group BJD Br.

Estava decidida a vende-la apenas para quem eu percebesse o amor pelo modelo e o cuidado que teria com ele porque seria triste demais ver o molde, a caixinha que um dia foi a minha menina tão importante, nas mãos de um colecionador desleixado que certamente poderia destruir a doll com mods infelizes ou manchando com faceups mal executadas (acreditem, acontece!). 

Queria ter a certeza de que ela estaria em boas mãos, com o mesmo carinho que eu tinha, ainda que não fosse mais a Amadeus.

Foi aí, que para a minha IMENSA FELICIDADE, uma pessoa entrou em contato, uma colecionadora que tem meu carinho desde a primeira vez que entrou em contato comigo no extinto Resin Heaven para me dizer o quanto amava minha menina, minha Amadeus. Uma pessoa que lê a Amadeus de um jeito que me comove, que tem por ela um amor que consigo entender porque é o mesmo que eu tenho. Essa colecionadora entrou em contato e se mostrou interessada na doll e isso me deixou tão feliz e tão tranquila que não tive o menor medo de abrir mão dela, deixa-la partir. 

E ela já não está lá, ainda que sempre esteja...


Claro que é sempre estranho quando a gente desmonta um doll passo a passo para enviá-lo para um outro dono, pelo menos para mim. Porque é como se eu tivesse passando uma borracha no personagem, apagando suas memórias da resina. 

Mas nesse caso em especial, fazer isso não me deixou apenas saudosa, me deixou aliviada, feliz! Porque a Amadeus vai para uma casa onde estão esperando por ela, onde o Amor que ela representa vai ser dado a ela, assim como o recebeu de mim por mais de 11 anos!

Então, ao selar a caixa depois de embalar a doll muito bem para que nada de ruim aconteça, eu não sinto que tirei um pouco da Amadeus de casa, quando vendi sua primeira versão, de modo algum! Na verdade, a sensação é de que espalhei mais um pouco do Amor pelo hobby, para alguém que a ama tanto quanto eu, que acompanha sua história e que me inspira a continuar produzindo material sobre a personagem, a fazer foto história, a postar sessão de fotos!

Que esse Amor que a colecionadora vai receber seja eterno. E que dure muito! Assim como minhas criações a partir da Amadeus. ^_^


Love is all you need...









terça-feira, 20 de março de 2018

É Proibido, É Ilegal ou Engorda - Porque Tomar Cuidado Com o Que Se Posta

Há alguns anos, no inicio do hobby aqui no BR a gente se reunia em fóruns e discutia dicas de lojas, dicas de envios, valores, compra e venda de dolls e itens, etc. O lado bom disso é que era um ambiente fechado e controlado, assim tínhamos mais noção de quem frequentava e do que se falava.

Hoje, com o advento da popularidade do Facebook e de um número muito grande de pessoas interessadas em BJDs e nesse colecionismo, as pessoas abandonaram os fóruns e correram para páginas e grupos de colecionadores. O que inclui mais pessoas e menos conhecidos, já que é praticamente impossível conhecer pelo menos 10% de 1000 membros de uma página.

Com isso vieram também muitas pessoas dando dicas e ajudando outros, até aí é ótimo, já que a comunidade maior necessita de mais pessoas ajudando os novatos ou os antigos que ainda tem dúvidas ou desconhecem de novidades.

O problema é que se perdeu o espaço fechado e seguro, a discrição. Tornou-se lugar comum postar em grupos, blogs ou canais de youtube, dicas, tutoriais, etc, sem controle ou bom senso do que se está falando o que pode prejudicar o hobby mais do que ajudar.

Certos aspectos do colecionismo é mantido em privado por donos por muitos motivos pessoais, como não querer dizer valores de compra, por exemplo, porque não é todo mundo que gosta de ser julgado por pagar valor 'x' ou 'y' por seu BJD, e essa questão é algo que temos que entender e respeitar.

Mas tem coisas que podem fugir um pouco do aspecto 'ajudar o colega de hobby' quando tropeça em detalhes como abertamente induzir alguém a crime fiscal, ainda que em menor instância. Sabemos que a proposta e a intenção de muitos é ajudar, mas há que se ter cuidado em como se ajuda, lembrando sempre que não contamos mais com ambientes de discrição e controlados, certo?

Há alguns meses soube de um post num blog de um colecionador que dava dicas de compra e envio de dolls, explicitamente explicando a respeito de declarar valor abaixo do real em envios de BJD, para evitar a tributação total sobre o valor do doll.

Questionei a respeito no MMR Group e amigos que estudam direitos tributário me responderam no grupo, apontando quais as consequências disso caso fosse encontrado ou denunciado para a Receita Federal. 


Claro que meu post não agradou a todo mundo, mas não me incomodei porque o caso em questão era motivo de questionamentos, sobre assuntos que sempre evitamos fazer  fora o ambiente dos fóruns porque poderia afetar todos os colecionadores/amigos em algum momento.

Pois bem, passados meses me deparo com essa postagem do Senado Federal e imediatamente me veio a lembrança do post do blog em questão e da discussão do MMR Group. Parece que confirmando que meu questionamento fazia sentido. 







Como podem ver é crime incitar alguém a sonegar imposto de renda, ainda mais quando a pessoa autora do post oferece serviços de compra de dolls+itens ou tem contatos com pessoas que oferecem Shopping Service e que justamente por isso não devia incentivar ninguém a 'sonegar imposto', já que, como prestadora de serviço a pessoa deveria pagar os impostos corretamente. 


Sei que o colecionador nem deve ter se atentado a isso antes de postar a 'dica' em seu blog, imagino que o fez querendo mesmo ajudar a comunidade, mas fico aliviada em saber que depois do meu post questionador no MMR Group, ele editou o próprio texto no blog e apagou o que postara anteriormente sobre baixar valor de caixa.



post em blog publico sobre valor de envio+valor do doll na época, hoje já se encontra editado



Isso é saudável pro hobby, pros agentes de shopping service e pro próprio colecionador.

E fica a dica pros amigos colecionadores, pois é muito bom querer ajudar as pessoas do hobby, mas lembrem-se sempre:

Se postar tutoriais tenha em mente as experiências de outros colecionadores mais antigos ou mais novos que já fizeram testes em seus dolls. Pensem que nem sempre o que funciona pro seu BJD pode funcionar pro doll alheio. Você sera responsável pelo que causar ao BJD de alguém que seguiu a sua dica, ainda que não doa admitir isso.

Sobre dicas a respeito de compras e envios:

Prestem atenção redobrada de onde estão postando as dicas, quem pode ter acesso a elas, se não estão induzindo alguém a algum tipo de dor de cabeça. Boas intenções são ótimas, mas temos de tomar cuidado para não prejudicar ninguém e nem nos prejudicar.

E entender que uma crítica pode ser só de alguém querendo igualmente ajudar a todos. ^^

Obrigada a todos por lerem e até o próximo post!

Peace! ^^=





sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Why Don't You Come Back to Me? - Make Me Real Grupo de Volta! =D

Olás, povos, tudo bem?

Vocês se lembram que há alguns poucos meses postamos por aqui que o MMR Grupo no Facebook foi fechado porque precisávamos de mais tempo para nos dedicar as nossas HQs e de um merecido descanso?

Pois é, terminamos as HQs pra CCXP e tivemos o nosso merecido descanso do hobby, direcionando nosso ânimo para curtir o hobby a nossa maneira. ^^

Agora é a hora de voltar, ou melhor, a hora do Make Me Real Grupo voltar! =D

Não teria momento melhor do que esse, onde entramos nos eixos sobre como gostamos de aproveitar o hobby e quando estamos vivendo um momento agradável no meio de BJD, depois de um período de altos e baixos, e MMR não pode deixar de reunir novamente pessoas que gostavam de estar por lá, certo?

Porém, Anna G. e eu ainda estamos com 80% da atenção voltada para as HQs e os projetos desse ano, o que faz com que o hobby não seja (e nem deve ser) nossa prioridade, sendo assim, decidimos dividir tarefas para que o MMR Grupo continue ativo, mas sem depender tanto da gente.

A primeira mudança foi no nome, sabemos que apenas o Make Me Real como nome não dava a entender tão bem sobre o que era o nosso grupo quando as pessoas faziam buscas sobre o assunto, então decidimos alterar o nome para: Make Me Real BJD Br.


Esperamos que com o acrescimento da definição do hobby e o 'Br', que o caracteriza o grupo como brasileiro, as pessoas interessadas nos encontre mais fácil na busca do Facebook. ^_^

A segunda mudança é que temos agora mais uma administradora, a Pri Suicun. : )

 A Pri já administra outros grupos e vai nos ajudar nessa parte do MMR.

A terceira mudança é que agora temos moderadores no MMR. =D

São 4 membros ativos que vai nos ajudar movimentando o grupo, criando joguinhos, interagindo e tirando duvidas do pessoal novo: Miss M, Rin Ka, Gilberto, Fernanda Tarcea.

Foram mudanças muito boas e necessárias para o grupo voltar a ativa de modo saudável e que não necessite tanto da minha atenção tanto quanto da Anna G.

A melhor parte é ter novamente uma opção de comunidade do Facebook para indicar aos amigos e conhecidos que se interessam pelo hobby e um cantinho onde podemos trocar ideias, bater papo e postar fotos dos nossos doll queridos. =D

Bão, a quem quiser interagir por lá, é só seguir a estrada de tijolos dourados, ou o link, abaixo. XD





Sejam todos previamente bem vindos por lá!