segunda-feira, 1 de abril de 2013

It's my Life -- Jamais se esqueça. XD

E aí, povo? Belezinha? :3 

Pois é, de vez em quando eu ressurjo das cinzas pra postar alguma coisa em vez de deixar todo o trabalho nas costas da Fran! OO Mas bão, vamos ao post de hoje que é um assunto que muitas vezes aflige não só a nós, colecionadores de dolls, como muita gente por aí. :3

Homens já andavam com bonecas 100 anos atrás! XD

Faz algum tempo que o Danny Choo, que já apareceu aqui no blog com a doll feita por ele mesmo, postou algo em seu site um texto sobre ‘pessoas que vivem a vida dos outros’. Para que quiser conferir o texto original: 'Are you living the life of others?'



O texto comentava sobre como, muitas vezes, ele recebia comentários maldosos de que ele era um homem crescido e que não devia brincar de bonecas não só por sua idade, como também por seu gênero. E podemos imaginar que ele não é o único que sofre com isso – o hobby de colecionar bonecos é bastante grande pelo mundo todo, não só nos países da ásia, como também por estas que vos escrevem nesse blog. XD

Mas não ele não só escreveu sobre bonecos... como também como o maior arrependimento de muita gente no final da vida é de não ter feito aquilo que realmente queriam, mas sim o que outras pessoas esperavam delas.



Tem muita gente por aí que realmente desiste de suas próprias paixões por não serem coisas ‘normais’ – seja lá qual for o real significado da palavra. Deixar de fazer algo que gosta, deixar de expressar uma opinião, deixar de ir atrás de um sonho por não ser o que a sociedade – ou até as pessoas com quem ela convive – espera de alguém. Já ouvi falar de colecionadoras de BJDs que escondem o fato de colecionarem bonecos até dos próprios pais, ou que venderam sua coleção toda porque o namorado ou marido não queria que elas os mantivessem! 


Brinquedo de criança ou modelo fotográfico?

É opção de cada colecionador o que ele faz com suas coisas e ninguém tem de se meter nisso... mas eis uma lição importante que a vida recentemente me ensinou: devemos fazer as coisas que dizem respeito a nós mesmo dependo somente e apenas... da nossa própria vontade. Fazer ou deixar de fazer algo porque alguém espera que façamos ou porque alguém desaprovaria é acumular, dentro de si, uma frustração crescente que pode acabar explodindo do pior jeito no final.



Há quem prefira manter os dolls como um hobby mais privado ou deixar que saibam por n motivos. O importante é esses motivos dependerem dela mesma, e de ninguém mais.



No começo do blog, recebemos um comentário de uma certa senhora, falando que deveríamos ‘arranjar roupa para lavar em vez de ficar colecionando bonecos’. Pois é... se ela gosta tanto assim de lavar roupas, bom pra ela. É uma atividade, no mínimo, útil... por mais que seja algo que todos sejamos obrigados a fazer, como uma necessidade básica, e obviamente dificilmente lavar roupas poderia ser considerado um hobby. ^^’ 

Também já ouvimos falar de uma outra senhora que, vendo um encontro de dolls em um café, disse que o grupo de amigas que estava ali com seus bonecos papeando umas com as outras 'compravam bonecos porque não tinham amigos'. 

... O que há de errado na frase acima? XD

Como se o único motivo para alguém ter um boneco ou uma coleção fosse para compensar algum tipo de presença humana... o que raramente é uma afirmação verdadeira.




O ponto é que nem sempre o ‘normal’ faz com que uma pessoa se sinta bem, ou satisfeita consigo mesma. Há quem se satisfaça com uma vida ‘na média’... e quem prefira adicionar um pouco de tempero, ou uma diferenciação do exigido pela sociedade em geral. E desde que essa diferenciação seja saudável, tanto para a saúde física quanto para o psicológico da pessoa, não há motivo para que a pessoa se sinta mal por ela. Aliás, se há pessoas – não sendo familiares – que insistem que o colecionador em questão está sempre errado simplesmente por fazer o que ele gosta... talvez seja hora de procurar quem realmente saiba respeitar suas opções.  



Quatro doidas e uma Amadeus - se divertindo sem precisar de alcóol, drogas e nem... XD

  A questão é: por mais que haja pessoas com certos probleminhas (que preferem gastar com dolls e maquiagens a ajudar um bichinho de estimação ou um familiar, como por vezes acontece), BJDs e bonecos em geral são um hobby que não faz mal a ninguém que tenha uma mente sã. Contanto que o colecionador tenha consciência de não sacrificar suas necessidades básicas e prejudicar sua sobrevivência para torrar uma bela grana em um doll, os bonecos podem, no fim das contas, serem uma fonte de relaxamento e uma vazão de criatividade que dá ao dono uma realização confortante. :3 



Bonecas podem até ser consideradas coisas de criança, nós mesmas brincamos com bonecas quando éramos menores. O que importa é se o colecionador se importa com isso ou não.



Para que façamos algo que não nos está prejudicando, a única opinião válida é a nossa própria e de ninguém mais. Alguém, um amigo de verdade ou um familiar que se importa, pode dar um toque quando a coisa estiver indo a um mal caminho... mas enquanto a coleção só está fazendo bem para o colecionador, por que não continuar fazendo o que gosta?



O importante é vivermos de uma forma que nos faça felizes, saudáveis, satisfeitos com nós mesmos. 





Claro que há sempre uma diferença entre se gostar de coisas de criança e ser imaturo. Bonecos são um hobby inofensivo, que não fazem mal a ninguém e deve dizer respeito ao colecionador.



Comportamento imaturo, por outro lado, é algo que pode prejudicar não só a própria pessoa, como aqueles ao redor dela. E falta de respeito com o que cada um decide fazer com sua vida e exigir que alguém faça algo contra sua vontade é que seria, na verdade, o real comportamento ‘de criança’.



Obrigada a quem nos lê e até a próxima! :3

Um comentário:

Juliana Carvalho disse...

Falou muito e falou bonito!

Acho que o que falta para algumas pessoas é saber diferenciar um hobby inofensivo, de 'problemas' e 'falta de carater', que, me desculpe, mas uma senhora completamente desconhecida vir aqui mandar irmos lavar roupa porque colecionamos bonecas? Alguém pediu a opinião dela?

Além do mais, eu tenho meus bonecos, não só bjds, mas poneis, action figures, pullips, lalaloopsies, barbies a vontade, e tenho uma vida muito saudavel pro que essa 'senhora' em questão falou né? Afinal ter bonecas não me impede de lavar passar e cozinhar como ela acha comum